quinta-feira, 4 de março de 2010

Calo emocional

Só porque hoje ganhei o dia...e reserva para mais umas semanas de marranço.

Ver um deficiente mental em cadeira de rodas, que mal se fazia entender, provavelmente da minha idade, acompanhado por uma miúda se calhar até mais nova que ele, deve ser irmã, pensei eu, até bonitinho, até aprumado, certamente um tipo inteligente, um gajo com uma cabeça absolutamente normal mas num corpo que é uma couve que se mexe, lá pelas palavras do sôtor.
_ Já agora, doutor_ isto dito com muito esforço_ podia escrever aí um papelinho a dizer que tenho incontinência urinária? É que só tenho 85% de invalidez e preciso de 90% para não pagar o imposto do carro.
_ Ó migo_ e coça a cabeça, e assoa-se com as mãos e limpa à bata, quase mais amarela que os dentes_ é a coisa mais fácil que posso fazer por si!

(ao menos isso!).

_ Obrigado...Já agora, sabe do meu problema de Andrologia...Até foi o doutor que me encaminhou para a consulta. Queria só dizer-lhe que estamos a tentar uma inseminação artificial_ e nisto olha para a suposta irmã, e é aí que me apercebo que os dois têm aliança!

Fantástico! Não consegui conter uma lavadela de olhos, que os meus estrogénios andam sensíveis.

E é assim...sinto-me a ganhar calo. Um dia falo-vos de pescoços de frango e cirurgias urológicas, num post mais animado!

6 comentários:

Anónimo disse...

A beleza da vida está, muitas vezes, na forma como a encaramos!
Um beijo*Marta*Força nisso mulher!!

Anónimo disse...

Venha o post.
É bom ver que estás mais animadinha. Nota-se,boa continuação, dá-lhe lenha dá-lhe lenha...

Anónimo disse...

O amor revela-se aos nossos olhos quando parece mais improvável que ele aconteça. São estas surpresas que fazem da vida a coisa mais bela e maravilhosa que existe.

Eu disse...

:)

Anónimo disse...

entao micas não te vejo a escrever ha algum tempo..tenho saudades!dves andar c os cabelos em pé com otorrino..lol!bjinho bom ciao ciao..lol

Mariana Oliveiroscas

Anónimo disse...

Alcançam-nos calos, novos modos de caminhar...

Alcança-nos a vida e o sol com um sorriso no ar*