quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Ponto de saturação

_Aumenta a carga, aperta o cinto.
Hesito mas insisto.
_ Puxa, levanta. Contrai, relaxa. Inspira, expira.
Mas o que são trinta quilos?
_ Mais carga!
Ainda consigo mais.

_ Mais!

Agora começa a ser desconfortável.

_ Repete!

Quinze repetições.

_ Outra vez!

Duas sessões de quinze repetições.

_ Dói?

Já estive pior. Também já estive melhor.

_ De zero a dez?

Sete.

_ Então outra vez!

O que é que eu ganho com isso?

_ Saúde.

Ácido láctico, não foi o que disse?

_ Hipertrofia!

Ah sim, aquilo que faz aumentar o tecido muscular, não é?

_ Não é para isso que está aqui?

Creio que não. Enganei-me na porta. Desculpe, o que queria mesmo era musculação para a paciência.


Há paciência para ginásios. Mas não há ginásios para paciência...

2 comentários:

Catarina disse...

madrinhaaa, tao bom ver que seguiste o conselho aqui da tua afilhadinha preferida (tambem a unica) e postaste. com esse talento nao podes deixa o blog parado. como tu disseste nao podemos deixar de viver... de fazer aquilo que mais gostamos e nos faz sentir viva.

em relacao ao texto.. novamente... fenomenal! e um talento teu. ja agora, nao ha ginasios para a paciencia, mas tambem nao precisas dela.. ja tens muitaaaaaaaaa. beijo anatomico oh madrinhazinha.
(desculpa a falta de assentos mas creio que nao da para colocar)

Anónimo disse...

So para te deixar uma beijoca Cato, passei por aqui enquando andava a passear e fiquei encantada mais uma vez com a beleza da tua escrita.beijo grande marta antunes*bom estudo